terça-feira, 28 de maio de 2013

Brasil aumenta sua contribuição para a FAO

O governo brasileiro anunciou que vai aumentar sua contribuição para o orçamento regular da Food and Agriculture Organization (FAO) em aproximadamente 15 milhões de dólares para o biênio 2014-2015. O repasse brasileiro para o biênio anterior teria sido de cerca de 16 milhões de dólares. O aumento pode ser mais um sinal de que o governo brasileiro está engajado em posicionar o país como um líder internacional em assuntos agroalimentares e de segurança alimentar [1].

Além do recente aumento nos recursos regulares para a FAO, o Brasil elevou significativamente suas doações em espécie para as operações de emergência do Programa Mundial de Alimentos (PMA) nos últimos anos. Entre 1999 e 2006, por exemplo o país não havia realizado nenhuma contribuição para o PMA, mas terminou 2011 com mais de 20 mil toneladas de alimentos doados [2].

Outro elemento que reforça a posição do Brasil foi a eleição de José Graziano da Silva para Diretor-Geral da FAO em 2011. Graziano foi Ministro Extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome no governo Lula, onde comandou o Programa Fome Zero. A experiência brasileira no combate à fome está agora sendo levada à África por meio do Purchase for Africa from Africans, um projeto inspirado no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), integrante do Fome Zero [3].

O orçamento regular da FAO para o biênio 2012-2013 é de 1,005 bilhão de dólares. Além desses recursos previstos pela contribuição dos Estados membros, a agência espera coletar cerca de 1,4 bilhão de dólares em doações voluntárias adicionais

Parcela de contribuição para o orçamento regular da FAO

Membro
2014-2015
2012-2013
1
Estados Unidos
22,000
22,000
2
Japão
10,892
12,590
3
Alemanha
7,180
8,056
4
França
5,623
6,152
5
Reino Unido
5,207
6,636
6
China
5,176
3,204
7
Itália
4,472
5,023
8
Canadá
3,000
3,222
9
Espanha
2,989
3,192
10
Brasil
2,950
1,619
11
Rússia
2,451
1,610
12
Coreia do Sul
2,271
2,005
13
Austrália
2,085
1,942
14
México
1,852
2,367
15
Holanda
1,663
1,864
16
Turquia
1,335
0,620
Fonte: Elaboração própria a partir de da Comissão de Finanças da FAO [4]

Nenhum comentário :

Postar um comentário